Portal do aluno

Pesquisa da Facape aponta redução no preço da cesta básica em Petrolina

A Faculdade de Petrolina – Facape divulgou o boletim da cesta básica do mês de março. A pesquisa do Colegiado de Economia da Facape aponta redução de preço em comparado ao mês de fevereiro. O valor da cesta na cidade pernambucana é de R$ 498,72. Em Juazeiro de R$ 504,97.
Em relação ao mês anterior houve inflação de 2,95% de preços em Juazeiro e queda de 0,53% em Petrolina. Segundo o coordenador da pesquisa, professor doutor João Ricardo Lima, o aumento da concorrência e a oferta provocada pelas lojas de atacarejo, contribuem para a mudança nos preços
Em Juazeiro preços dos alimentos acumulam alta de 22,38% e em Petrolina, o acumulado é de 15,03%. O tomate, junto com o café em pó e a margarina completam os três itens com maiores aumentos. Em março o óleo de soja e Outros produtos como o pão francês e a banana tiveram pequenos aumentos. Por outro lado, itens importantes como carne, arroz, feijão e leite, tiveram redução em Petrolina já em Juazeiro, quase todos os preços aumentaram, com exceção da banana.
Marília Gomes, auxiliar administrativo que mora em Juazeiro, optou por fazer as compra em Petrolina pela diferença de preços. “Vim para Petrolina para testar os preços do novo atacarejo. Nos itens individuais a diferença de preço é muito sutil, mas no caixa sentimos toda a diferença,” destacou Marília Gomes.

Assessoria de Comunicação da Facape

Formas de ingresso

Vantagens e benefícios

Esta modalidade oferece bolsas para estudantes oriundos de escola pública ou que estudaram em escolas particulares na condição de bolsista. Também estão contemplados servidores da Facape, Prefeitura de Petrolina e seus dependentes.

Para ser beneficiado o candidato deve optar pelo Vestibular Social no ato de inscrição no Vestibular. Ao ingressar na Instituição o estudante tem um desconto total no valor das mensalidades no primeiro ano do curso. Os valores são ajustados semestralmente, de acordo com as regras estabelecidas pelo programa de bolsas.

O aluno que ingressar nessa categoria obriga-se a prestar uma contrapartida de 4 horas diárias de segunda a sexta feira totalizando 960 horas.

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Ministério da Educação (MEC), que tem como objetivo conceder financiamento a estudantes em cursos superiores não gratuitos possibilitando juros zero a quem mais precisa e uma escala de financiamentos que varia conforme a renda familiar do candidato. Atualmente a Facape disponibiliza o financiamento para todos os cursos.

Para ser contemplado o candidato deve fazer inscrição no site do FIES e apresentar nota do ENEM.

O CREDIFACAPE é mais uma oportunidade que facilita o ingresso e permanência do aluno na Faculdade. Ao aderir o estudante é beneficiado com um crédito estudantil que financiará 50% do valor do seu curso. O programa beneficia estudantes classificados no vestibular social e não contemplados dentro do número de bolsas reservadas para este público, além de ingressantes com a nota do ENEM, Histórico Escolar, portadores de diploma e estudantes matriculados por transferência externa.

Para dar entrada no financiamento o estudante deve se dirigir a CAD (Central de Atendimento ao Discente) da FACAPE de 8h às 12h e de 15h às 19h. Mais informações no número (87) 3866-3213. 

O Programa Pernambuco na Universidade – PROUNI-PE é destinado à concessão de bolsas de estudo do ensino superior para alunos de baixa renda vinculados a Instituições de Ensino Superior – IES. O PROUNI-PE tem por objetivo a formação de pessoas em nível superior, prioritariamente nos cursos de áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática, através da concessão de subsídio financeiro e do atendimento às demandas dos setores econômicos do Estado de Pernambuco, propiciando melhor qualificação de recursos humanos para a sociedade e inclusão social e laboral para os bolsistas. O processo seletivo dos bolsistas possui como critério de seleção o Enem ou outro exame nacional que eventualmente venha a substituí-lo, sendo a nota de entrada mínima definida em edital.
PODEM PARTICIPAR
As bolsas de estudo serão concedidas a brasileiros e/ou naturalizados, não portadores de diploma de curso superior, cuja renda familiar mensal per capita não exceda o valor de 1,5 (um e meio) salário mínimo, ressalvados os casos de complementação pedagógica para bacharéis e segunda licenciatura em áreas afins para professores do ensino fundamental ou médio. Bolsa de 500,00 (quinhentos reais) com contra-partida em participação de programas de extensão e pesquisa na FACAPE.
 Para maiores informações clique aqui

Conheça nossos cursos

Infográfico

Adicione o texto do seu título aqui

Localgrama

Clique na imagem para melhor visualização